Seguro educacional: saiba o que é e quais os seus benefícios

Você já ouviu falar em seguro educacional? Esse serviço ainda não é muito conhecido, mas pode ser de grande ajuda para várias pessoas, desde crianças até adultos. Vale a pena saber mais sobre o assunto, então hoje decidimos apresentá-lo!

Investir na educação é um assunto sério. Hoje em dia, é comum conhecermos casos de quem precisou interromper os estudos, por motivos variados. É justamente para evitar essas situações que esse serviço existe, podendo fazer a diferença muitas vezes. Quer entender melhor como tudo isso funciona e quais seus benefícios? Então, é só continuar lendo!

O que é um seguro educacional e como isso funciona?

O seguro educacional é aquele que cobre as mensalidades de algum curso ou escola, em casos de dificuldades financeiras. Se um estudante ficar doente e não puder trabalhar, por exemplo, o seguro dará auxílio para que ele continue seu ensino. O mesmo vale para os pais ou responsáveis do aluno, caso as despesas educacionais estejam a seu encargo.

Esse seguro é válido para diferentes tipos de instituições particulares, incluindo creches, escolas de ensino fundamental e médio, faculdades e locais com cursos livres. O contratante precisa ter no mínimo 16 anos e, no máximo, entre 65 e 70 anos, dependendo da seguradora. Além disso, é necessário comprovar bom estado de saúde e estar exercendo atividade profissional, para poder contratar o serviço.

O pagamento do seguro deve ser realizado mensalmente, sendo que o valor costuma corresponder a uma certa porcentagem da mensalidade total do estudante. Esse preço pode variar de acordo com a empresa e as coberturas escolhidas. Além disso, também é preciso sempre ficar atento aos reajustes.

Normalmente, existem duas formas de fechar o negócio: contratar o seguro para um determinado ciclo educacional (como ensino fundamental ou médio, por exemplo) ou do começo da vida escolar até o fim do ensino médio ou superior. É necessário se informar com a seguradora sobre questões de carência e outros fatores específicos.

Quais são os tipos de seguro educacional existentes?

Temos duas modalidades desse seguro no mercado: a contratação individual e a coletiva. Na primeira, cada contratante escolhe sua seguradora e arca com o serviço particularmente. Na segunda, a escola ou instituição educacional deve fazer um convênio com uma seguradora.

A segunda alternativa é a mais comum, mas existem alguns quesitos. A seguradora costuma exigir, por exemplo, que um determinado percentual de alunos matriculados participe do contrato. Normalmente, é pedida a participação de cerca de 50% dos estudantes.

Essa também é, muitas vezes, a opção que fica mais em conta, devido ao número de pessoas no contrato, que acaba reduzindo os custos. Pode ser interessante, portanto, sugerir que os pais e a escola se unam para escolher uma seguradora adequada para todos.

Quais são as coberturas disponíveis em um seguro educacional?

Normalmente, existem duas coberturas básicas no seguro educacional. A primeira fornece indenizações em casos de morte ou invalidez, por causa acidental ou natural. Nessa situação, o seguro cobrirá as mensalidades de um aluno até o final do curso.

Assim, caso uma dessas ocorrências aconteça com os responsáveis pelas despesas do estudante, por exemplo, ele continua tendo os estudos pagos. Já a segunda cobertura básica corresponde a casos de invalidez temporária, devido a doenças ou acidentes. Nessa situação, o seguro costuma pagar até três meses das mensalidades de um aluno.

Existem, além dessas, diversas opções de coberturas complementares. Elas incluem, por exemplo:

  • pagamento das mensalidades em caso de desemprego, por um tempo determinado em contrato;
  • transporte escolar, caso o aluno esteja impossibilitado de se locomover por questões de saúde;
  • pagamento de material escolar e uniforme, em condições específicas a serem conferidas;
  • aulas particulares, caso o estudante não possa ir à escola durante, no mínimo, cinco dias, devido a acidentes ou cirurgia.

Além desses exemplos, ainda se encontram várias outras opções, que vão desde custos com formatura e cursos pré-vestibulares até tratamentos fisioterápicos. Tudo isso, claro, de acordo com condições e duração determinadas no contrato com as empresas. Portanto, é fundamental ficar atento aos detalhes.

Por falar nisso, vale lembrar que, assim como em outros tipos de seguro, aqui também existem riscos que não serão incluídos no contrato, ou seja, situações que não serão contempladas pelas indenizações. Assim, preste muita atenção antes de fechar um negócio e se informe bem, para evitar enganos depois.

Quando é recomendado contratar um seguro educacional?

Agora que você já sabe de tudo isso, pode estar se perguntando se esse seguro é adequado para você. Bom, de modo geral, ele pode ser contratado por qualquer pessoa que ache relevante sua proteção, levando em conta também seu orçamento, entre outras circunstâncias. Podemos destacar, no entanto, algumas situações onde ele é especialmente recomendável.

Em casos de instabilidade financeira, por exemplo, quando se é autônomo ou não se tem garantia de uma renda capaz de arcar com os estudos, ele pode ser de grande ajuda. O mesmo vale para para quem tem alguma doença ou problemas de saúde, já que poderá receber ajuda financeira e até aulas particulares.

Além disso, também é uma opção interessante para cursos com mensalidades muito altas, em que uma eventual dificuldade financeira seria prejudicial. Por fim, também é indicado para casos em que o próprio estudante arca com o ensino, já que sua rotina agitada pode acabar causando imprevistos financeiros ou mesmo saída de um emprego.

Quais são os benefícios de contratar um seguro educacional e como contratá-lo?

Com o que vimos até aqui, é possível pensar em diferentes benefícios desse seguro, certo? Além de um custo relativamente baixo, ele ajuda a garantir sua educação ou de seus filhos, permitindo dar continuidade aos estudos mesmo quando há adversidades.

Para fazer a contratação, você pode procurar uma seguradora ou verificar se a instituição tem algum convênio, como explicamos anteriormente. É importante apenas ter alguns cuidados antes de fechar o contrato: observe as taxas de cobrança, compare valores, verifique o tempo e a durabilidade das coberturas, analise condições e adicionais.

Também vale a pena checar o histórico da seguradora, conferir comentários e conversar com antigos clientes. Compare diversas opções e escolha a melhor. Com o seguro educacional, você protege seus estudos e sua formação, sendo também um investimento na sua vida profissional.