Quais os suplementos melhoram a fertilidade masculina?

O estilo de vida — que inclui prática de exercícios, alimentação equilibrada e baixo consumo de álcool — interfere diretamente na fertilidade masculina. Diversos estudos apontam que o estado geral do indivíduo está relacionado a alterações nos espermatozoides, tanto na sua morfologia como na concentração e motilidade.

As chances de fecundação aumentam quando se trata de um corpo com índices nutricionais e vitamínicos proporcionais às recomendações de saúde. Portanto, investir em suplementos colabora com o funcionamento ideal do órgão reprodutor do homem.

Saiba mais sobre fertilidade masculina

Quando um casal recorre a tratamentos de reprodução humana, verifica-se a fertilidade masculina por meio de análise da quantidade e qualidade dos gametas, fatores que têm papel fundamental na formação do embrião.

Caso a produção de espermatozoides esteja muito baixa, as chances de gestação diminuem. Por isso, ao verificar essa condição, trata-se a suplementação do homem a fim de favorecer a fecundação.

Uma rotina atribulada influencia na esterilidade do homem, mesmo que momentaneamente. Nesse sentido, algumas alterações no estilo de vida muitas vezes são suficientes para retomar a qualidade do esperma.

Suplementação vitamínica e fertilidade

Seguir uma dieta baseada em vitaminas e minerais facilita a manutenção do organismo, pois mantém as células em pleno funcionamento. Associada à alimentação, pode-se recorrer aos suplementos para potencializar os efeitos antioxidantes:

Vitamina A

Influência na produção de sêmen e espermatozoides. Sua carência provoca o envelhecimento prematuro dos gametas, prejudicando a fertilidade masculina´.

Vitaminas C e E

Ambas minimizam a ação dos radicais livres e revigoram a motilidade e morfologia espermática.

Selênio

Combate os radicais livres, principalmente aqueles ligados a tabagismo, obesidade e varicocele. Favorece a morfologia e a motilidade ao influenciar na formação da cauda e número de espermatozóides progressivos rápido.

Zinco

Beneficia a fertilidade masculina de modo geral, sendo vital para a formação de espermatozoides saudáveis.

Ingerir mais castanhas, gérmen de trigo, frutos do mar, ovos, abóbora, batata doce, brócolis, azeite, frutas cítricas, ou seja, uma nutrição rica em proteínas e grãos integrais propicia o funcionamento adequado do metabolismo, influenciando na qualidade dos espermatozoides.

Reprodução humana

Ao encontrar dificuldades em engravidar, é interessante buscar por um especialista em reprodução para verificar os aparelhos reprodutores do casal. A partir do que for identificado nos exames, o médico orientará quais mudanças serão necessárias.

Quem está tentando engravidar deve parar de fumar, reduzir o consumo de bebidas alcoólicas, emagrecer (se estiver acima do peso) e iniciar uma atividade física.

O excesso de relações sexuais também pode diminuir a fertilidade masculina, pois o corpo não consegue produzir uma quantia de esperma suficiente para concentrar o número de espermatozoides.

Além de mudar a rotina, deve-se evitar as toxinas do ambiente causadas por produtos ou tecnologia, pois esses fatores interferem no bem-estar, causando problemas de saúde.

Fatores como estresse e sono inadequado também alteram os índices hormonais, prejudicando a produção de sêmen. Por isso, a preservação da fertilidade masculina conta com reflexões e mudanças no estilo de vida do paciente.

Com a orientação médica, consegue-se reestabelecer a performance do órgão reprodutor, conferindo maior qualidade para o material genético produzido, possibilitando a concretização da fecundação. Afinal, o profissional conta com recursos tecnológicos e medicinais para identificar o problema e propor a melhor intervenção.