O que é chamado de obras civis?

Quando se trata de obras de construção civil, refere-se em muitos casos ao desenvolvimento de infraestruturas para as populações, quer seja em seu benefício, quer seja em projetos de investimento privado, cujos objetivos são o ordenamento territorial e o aproveitamento máximo do território.

Essas obras civis tendem a favorecer a organização do território em que as obras serão realizadas e, ao mesmo tempo, o uso dele. As estradas que permitem a circulação dos meios de transporte, as barragens que auxiliam na gestão dos recursos hídricos, as pontes que permitem a travessia de um rio e os esgotos são alguns exemplos de obras civis.

Os exemplos mais comuns de obras civis são: estradas, ruas, rodovias, pontes, ferrovias, aeroportos, portos, que permitem a circulação de diversos meios de transporte: automóveis, caminhões, bicicletas, trens, aviões, barcos; o esgoto; canais e barragens responsáveis ​​pela gestão dos recursos hídricos de um território.

Veja também: Descubra mais sobre construção civil agora mesmo.

É importante mencionar como é realizada uma obra de construção civil, ou quais são as fases que devem ser cumpridas, as fases de uma obra de construção civil são:

  • – Design: quando se trata de design, refere-se ao planejamento, pesquisa, estudo e informações adicionais que o projeto comporta. Esta é uma fase em que o trabalho se justifica e se sustenta em termos de viabilidade financeira, técnica e de sustentabilidade.
  • – Concurso: aqui o projeto é oferecido a um empreiteiro ou instituição. Caso seja seu, é simplesmente divulgado entre as partes interessadas.
  • – Execução: nesta fase, refere-se à aplicação de todos os conceitos e ferramentas recolhidos nas fases anteriores num contexto mais específico.

É muito importante que os responsáveis ​​por esses grandes ou pequenos projetos tenham em mente que devem conhecer o terreno e ter os conhecimentos necessários para realizá-los.

  • Os conhecimentos necessários para exercer a profissão de engenheiro civil são:
  • Conhecimento de cálculo de tensões e deformações em estruturas antes de diferentes ações (comportamento das vigas de uma ponte antes da passagem de um trem, de uma barragem antes da pressão hidrostática da água que retém, de uma sapata ao transmitir o peso do estrutura que sustenta o solo.)
  • Conhecimento dos materiais que serão utilizados na execução da obra (resistência, peso, envelhecimento, etc.).
  • Conhecimento do comportamento do terreno face às solicitações das estruturas que nele dependem (capacidade de carga, estabilidade perante tais solicitações, etc.).
  • Conhecimentos de Hidrologia para cálculo de cheias ou vazões para dimensionamento de barragens ou açudes, dimensionamento de vãos de pontes, etc.
  • Conhecimento de técnicas de cálculo de capacidade para dimensionamento de estradas, etc.
  • Conhecimento de estética, história, arte, paisagem, etc.