Endocardite: Da boca para o coração

É de senso comum saber que a boca é um lugar propício para a proliferação de bactérias, boas e ruins. A endocardite, por exemplo, é uma doença que é causada por esse acúmulo de microrganismos, porém não é uma doença bucal, mas sim cardíaca.

Então, é sempre bom se alertar à uma boa saúde bucal, já que afeta o corpo inteiro.

Antes de tudo, vale sempre ressaltar a importância de uma boa higienização bucal, já que é algo essencial para uma boa qualidade de vida. Além de ser fundamental no quesito saúde, a escovação também impacta na estética, mudando a autoestima das pessoas.

Por isso, realize visitas recorrentes a um consultório dentista.

Além disso, muitas pessoas não têm o conhecimento necessário para entender que a saúde bucal não influencia somente nos dentes, mas em todo o resto do corpo e sistemas, órgãos, inclusive o coração.

Assim, é preciso que todos sempre busquem entender os perigos de uma boca não saudável. Caso a pessoa esteja interessada, procure por clinica de implante dentário.

O que é endocardite?

A lista de doenças que se pode ter quando não se tem uma saúde bucal são variadas, mas nesse caso, a endocardite é a principal que afeta o coração, além de ser uma das mais perigosas também.

Desta forma, a atenção deve ser redobrada em relação a essa doença, principalmente se você apresentar algum sintoma.

Doenças bucais são extremamente perigosas, já que podem implicar na perda dentária, sendo necessário a consulta em um especialista em implantodontia, para que ele possa repor algum dente perdido.

No caso de outros problemas, que não afetam a boca, mas são geradas pela má higiene, como a endocardite, é importante que você tenha o conhecimento dessa doença, justamente por afetar diretamente o coração.

A endocardite é uma doença inflamatória, que atinge o endocárdio (camada mais interna do coração), que fica em constante contato com o sangue e com o sistema circulatório.

Essa doença pode afetar outros lugares perto do coração, como as válvulas cardíacas, se tornando um problema muito grave, caso não seja tratado.

Por ser um lugar com muita pressão sanguínea, o endocárdio passa por dificuldades, uma delas é o difícil acesso do sistema imunológico, portanto, tornando o tratamento eficiente dessa área mais delicado e complicado.

A doença ainda pode ser dividida em dois tipos, sendo a infecciosa e a não infecciosa. 

No caso da infecciosa, que é a mais perigosa, é causada normalmente por bactérias, mas pode ser causada por fungos também. Considera-se muito mais raro esses casos.

No caso da não infecciosa, ela é causada por outros fatores, podendo ser através de tumores, doenças autoimunes ou qualquer outro problema inflamatório que seu corpo apresente.

Os principais sintomas da endocardite, são:

  • Febre aguda;
  • Calafrios;
  • Perda de peso;
  • Cansaço extremo mesmo sem grandes esforços;
  • Vômitos e diarréias.

Por isso, se você apresentar qualquer um desses sintomas, não hesite em realizar uma consulta médica, para prevenir que essa doença se alastre e se transforme em algo mais perigoso.

Antigamente, essa doença era quase certeza de morte, já que não contava com toda a tecnologia que se tem hoje em dia.

Com isso, a doença é amenizada mediante ao tratamento médico, sendo comum a utilização de antibióticos e, em casos mais graves, é realizada uma cirurgia.

Importância da higiene bucal

Como dito anteriormente,a endocardite é causada por bactérias, que podem ser facilmente encontradas na boca, devido a uma má escovação bucal.

A má escovação bucal também resulta em doenças periodontais, sendo necessária a visita a um dentista especialista em periodontia.

Muita gente não entende que uma má saúde bucal resulta em diversas complicações, já que as bactérias podem acabar caindo na corrente sanguínea, ou até mesmo em outras partes do corpo, provocando doenças mais graves como essa.

Por isso a escovação deve ser algo presente desde a infância, com o incentivo dos parentes.

Contudo, uma boa saúde bucal não pode ser mantida apenas na escovação, por isso as consultas recorrentes ao dentista devem ser algo de sua rotina.

Você deve ao menos realizar esse tipo de visita a cada 6 meses, para evitar que outros problemas bucais se agravem. É importante também ir a um dentista especialista em gengiva.

A saúde bucal é um componente muito importante para a saúde psicológica da pessoa, já que, com um melhor sorriso, a pessoa se sente mais feliz ao demonstrar seus dentes, o que influencia no dia a dia.

Conteúdo desenvolvido pela equipe do Status Fit Center, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.